quinta-feira , 20 julho 2017

Home » Cidadania » Realizar o sonho da casa própria é prioridade em Goiás

Realizar o sonho da casa própria é prioridade em Goiás

fevereiro 16, 2017 11:51 am by: Category: Cidadania Leave a comment A+ / A-

Com um largo sorriso estampado no rosto, o baiano Manoel Amaro da Gama, de 64 anos, é a cara da felicidade. Ele mostra com orgulho o apartamento de 42  metros quadrados no Bloco 12 do Residencial São Cristóvão, em Anápolis, onde está morando desde o fim de 2016. Era tudo o que o segurança, prestes a se aposentar, precisava: se livrar do aluguel de R$400 e ter a tranquilidade e o sossego da casa própria após ter criado os três filhos e ter ficado viúvo.

E o que é melhor: paga uma mensalidade que cabe no bolso – R$80, do financiamento habitacional, e R$139 de taxa de condomínio. “É a coisa mais importante  que eu já vi na minha vida”, diz. Foram nove anos esperando ser contemplado por um programa habitacional e finalmente esse dia chegou. “É um sonho realizado, como se eu tivesse ganhado na loto”, compara.

Fernanda Soares queria um cantinho pra ela morar com os filhos. Foto: Léo Iran.

Fernanda Soares queria um cantinho pra ela morar com os filhos.
Foto: Léo Iran.

A babá Fernanda Soares Corrêa, de 38 anos, também não queria continuar pagando o aluguel de R$600, que pesava no orçamento. Com dois filhos, uma de dois e outro de 16 anos, sonhava em ter um lugar pra chamar de seu. Ela conta que fez a inscrição na Agência Goiana de Habitação (Agehab) e, seis anos depois, foi sorteada. Ela se mudou no dia 29 de dezembro de 2016 e já começou 2017 na casa nova, com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. “Agora tenho o meu canto, um lugar pra descansar e ficar com os meus filhos. É uma bênção de Deus isso aqui. Estou muito feliz”, diz. Ela diz ainda que ficou surpresa com a qualidade da estrutura do apartamento, por se tratar de um apartamento “do governo”.

“Quando saiu o sorteio, eu fiquei muito alegre porque eu queria que sobrasse um dinheirinho. Eu orei por dez anos e Deus me deu”, confessa Ana Izidora da Silva, de 75 anos, que recebe um salário mínimo de pensão e mora com a filha.”E agora o dinheiro tem um retorno, estou pagando o que é meu, não é igual dinheiro de aluguel”, diz.

Os três moram no Residencial São Cristóvão, com 640 apartamentos construídos pelo Governo de Goiás, por meio da Agehab com recursos do programa Cheque Mais Moradia, em parceria com o governo federal- programa Minha Casa, Minha Vida, e entregues no final de 2016. Cerca de 2,5 mil pessoas foram beneficiadas.

Residencial São Cristóvão, em Anápolis, entregue em 2016 pela Agehab.

Residencial São Cristóvão, em Anápolis, entregue em
2016 pela Agehab.

Inscrições abertas para 1,4 mil moradias em Goiânia

Em Goiânia, estão abertas as inscrições para 1.455 moradias de dois empreendimentos construídos pela Agehab, por meio de convênio com a Caixa Econômica  Federal (CEF)- Fundo de Arrendamento Residencial (FAR): Residencial Nelson Mandela, no Conjunto Vera Cruz, com 1131 apartamentos, e Jardins do Cerrado 10-
fase 6 (324 apartamentos).

De acordo com o presidente da Agência, Luiz Stival, os investimentos nas duas obras com recursos do Programa Cheque Mais Moradia somam o montante de R$40 milhões. “A contrapartida do Estado está praticamente quitada. São 1.455 unidades nos dois empreendimentos, apartamentos de qualidade, dois quartos, uma sala, uma cozinha com playground, área de lazer e de convivência com churrasqueira, centro comunitário e área de estacionamento”, descreve.

As inscrições, iniciadas em 10 de janeiro, vão até o dia 10 de março pela internet no site www.agehab.go.gov.br ou presencialmente nas agências do Vapt Vupt na capital. As famílias devem ter renda total de até R$ 1,8 mil, não possuir outro tipo de moradia ou serem beneficiária do outro programa público  de habitação e com vínculo comprovado de três anos com o município de Goiânia.

Residencial Nelson Mandela, no Conjunto Vera Cruz, em Goiânia. Foto: Sérgio Willian.

Residencial Nelson Mandela, no Conjunto Vera Cruz, em Goiânia.
Foto: Sérgio Willian.

Documentação
Os candidatos deverão apresentar RG e CPF do titular de todos os integrantes da família, comprovantes de estado civil, endereço, renda e do título de eleitor, número do CadÚnico, caso tenha, e atestado médico com a Classificação Internacional da Doença (CID), em caso de membro da família com deficiência.

Idosos e deficientes terão prioridade, além de famílias que vivem em Goiânia há mais de cinco anos, moradoras de áreas de risco, insalubres ou desabrigadas, famílias chefiadas por mulheres, com filhos menores de 18 anos, com ônus excessivo de aluguel ou com pessoas com deficiência.

A lista de habilitados a participar do sorteio será divulgada no dia 15 de março. O sorteio que está previsto para acontecer no dia 24 do mesmo mês, será acompanhado pelo Ministério Público. As famílias sorteadas deverão pagar uma prestação que pode variar entre R$ 80 e R$ 270, conforme a renda familiar, com o financiamento da Caixa Econômica Federal. O beneficiário deverá pagar também as despesas de condomínio.

                                                                              Entrega de novas moradias

Presidente da Agehab, Luiz Stival.

Presidente da Agehab, Luiz Stival.

Para 2017, a Agehab planeja entregar 230 unidades que pertencem à segunda fase do Residencial João Paulo 2º, em Goiânia, e não para por aí. “Estamos preparando para contratar a terceira etapa, com mais de 500 unidades, e também temos 832 apartamentos em Aparecida de Goiânia com previsão de entregar no primeiro semestre, no Residencial Buriti Sereno”, adianta Stival.

Apesar da crise financeira, o Estado de Goiás teve um ano produtivo em 2016 e conseguiu manter o cronograma de obras, segundo o presidente, com a entrega de 4,8 mil novas moradias. “Não tivemos  obras paralisadas. Tivemos dois grandes empreendimentos entregues em Jataí, com mil casas entregues no início de 2016, 500 casas em Uruaçu, 640
apartamentos em Anápolis e em Goianésia mais 500 casas. Num total foram entregues aproximadamente 5 mil casas em 2016″, enumera. Em 2016, foram investidos R$87.281.100,00 no Programa Cheque Mais Moradia (nas modalidades Construção, Comunitário, Reforma e Placas), ante o total de R$59.870.769 em 2015.

Ele destaca a importância da contrapartida do Governo de Goiás nas obras habitacionais executadas em parceria com governo federal. “Desde 2011, foi determinado pelo governador Marconi Perillo que em todo programa Minha Casa, Minha Vida, tivesse a contrapartida do governo estadual por meio do Cheque Mais Moradia. Isso possibilitou concluir as obras mesmo com o ajuste fiscal, além de duas conquistas: construirmos mais unidades e também que a parcela ficasse reduzida, de R$80 a R$270. Pelo Minha Casa Minha Vida, ficaria de R$500 a R$600″, explica.

Parcerias para construção de 30 mil moradias

Termo de parceria com a Caixa Econômica Federal foi assinado no último dia 13, no Centro de Convenções. Foto: Mantovani Fernandes.

Termo de parceria com a Caixa Econômica Federal foi assinado no último dia 13, no Centro de Convenções.
Foto: Mantovani Fernandes.

A habitação será prioridade para o Governo de Goiás em 2017. A meta para os próximos dois anos  será a construção de 30 mil moradias para combater o déficit habitacional no estado. O Governo de Goiás e a Caixa Econômica Federal celebraram na última segunda-feira, dia 13, uma parceria para viabilizar a construção de 30 mil moradias, com apoio das prefeituras e entidades. O encontro Parceria Habitacional – União, Estado, Municípios e Mobilização do Setor da Construção Civil – foi realizado no Auditório Lago Azul do Centro de Cultura e Convenções de Goiânia, com as presenças do governador Marconi Perillo e do presidente da Caixa, Gilberto Occhi.

Goiás é o primeiro estado a ser atendido com parceria na área da habitação após anúncio de ampliação do programa Minha Casa, Minha Vida, feito recentemente pelo presidente Michel Temer. Pela parceria, o governo federal, por meio da Caixa, viabiliza recursos do programa Minha Casa, Minha Vida, do FGTS e federais. As prefeituras devem ceder os terrenos para a construção das casas, e o Governo de Goiás viabiliza a parceria ao conceder Cheques Mais Moradia de até R$ 15 mil. Marconi disse que as 30 mil casas devem reduzir em 30% o déficit habitacional do Estado.

“Tomamos a decisão de que neste ano vamos priorizar a produção de casas novas e vamos contar com o apoio do Ministério das Cidades para implementarmos reformas em habitações mais humildes por meio do Cartão Reforma. Isso tudo faz parte do programa Goiás Mais Competitivo e Inovador, que identificou quais cidades têm maior déficit de moradias. Mas as audiências com os prefeitos foram fundamentais para definirmos nossa atuação”, disse, lembrando que uma das maiores demandas dos gestores é por moradia.

Na parceria com a Caixa, o Estado vai aportar recursos do Cheque Mais Moradia para construção dessas 30 mil moradias em 133 municípios com déficit acima de 60 unidades habitacionais. Também fará parceria direta com 57 municípios com déficit inferior a 60 unidades para construção de 1.835 moradias, com investimento de R$ 27,5 milhões em Cheque Mais Moradia. Em outros 56 municípios, o Estado conseguiu atender toda a demanda. Os dados do déficit foram dimensionados pela Fundação João Pinheiro, de acordo com o Censo de 2010.

Fonte: goiasagora.go.gov.br

Realizar o sonho da casa própria é prioridade em Goiás Reviewed by on . Com um largo sorriso estampado no rosto, o baiano Manoel Amaro da Gama, de 64 anos, é a cara da felicidade. Ele mostra com orgulho o apartamento de 42  metros q Com um largo sorriso estampado no rosto, o baiano Manoel Amaro da Gama, de 64 anos, é a cara da felicidade. Ele mostra com orgulho o apartamento de 42  metros q Rating: 0

Leave a Comment

scroll to top